Apresentação

Nos dias 23 e 24 de novembro as e os estudantes da UFBA estão convocados a comparecer às urnas e votar naquelas e naqueles que estarão à frente do DCE UFBA. Se prepare para receber materiais, ter pessoas passando em sua sala e apresentando propostas para a UFBA.

O que é DCE?

A sigla DCE significa Diretório Central dos Estudantes, e é a entidade representativa das e dos estudantes da UFBA. A tarefa da gestão do DCE é organizar e intervir nas pautas da universidade, além de elaborar projetos e realizar atividades dentro e fora da UFBA. O DCE faz parte do que chamamos de rede do Movimento Estudantil. Temos também os Centros e Diretórios Acadêmicos, entidades representativas de estudantes de um mesmo curso. Para além da UFBA, existem outras entidades que oganizam as lutas estudantis a nível estadual e nacional.

Quem organiza tudo isso?

Nós, estudantes! Nós da Chapa 1, Ciranda de Lutas, acreditamos que para mudar a universidade e a sociedade nós temos que estar de mãos dadas. Juntamos mão com mão para construir no dia a dia as lutas e alcançar as vitórias coletivas. Fazemos um convite para que você venha cirandar conosco, trazendo suas bandeiras, cantigas e pautas para a universidade.

As diversas manifestações que o conjunto do Movimento Estudantil da UFBA protagonizou no mês de outubro dão o tom e apontam o caminho que devemos construir coletivamente. As conquistas deste período já estão marcadas na história de cada uma e cada um que foi pra Reitoria, ocupou o Restaurante Universitário e a FAPEX, passou em sala mobilizando mais gente, acreditando num projeto de universidade democrática e popular.

Uma ciranda do tamanho da UFBA!

Incidir sobre os rumos da universidade é importante. É nela que se formam as e os profissionais que atuarão na sociedade, além de ser um ambiente propício para o surgimento de idéias e práticas transformadoras. A universidade precisa se apropriar mais de sua função social. Ela não pode apenas se cercar, tem que haver uma maior integração com o que se encontra além de seus muros. O conhecimento produzido não pode ser eurocêntrico, sexista e colonizado, muito menos tecnicista em excesso. É fácil perceber como novas políticas de segurança e extensão são um primeiro passo para atingir esses objetivos.

Na UFBA o programa de cotas foi iniciado em 2005, e em 2008 veio o REUNI com a expansão das vagas e a criação de novos cursos, principalmente noturnos. Nossa universidade não é mais aquela do início de século, precisamos de mais políticas de Ações Afirmativas e Assistência Estudantil. Mais vagas nas residências e na creche; mais Restaurantes Universitários; ônibus intercampi (Buzufba); mais participação nas decisões administrativas. Nossas bandeiras e cantigas são muitas, junte-se a nós e vamos entoar nossa ciranda de lutas rumo à UFBA que desejamos!

A Ciranda de Lutas para nós é este espaço de acúmulo coletivo, de aprendizado que não vê no tempo o limite, da transformação que tem de se manter jovem. Por isso dançamos o ritmo de diversos movimentos sociais e mantemos compasso com diversas lutas, tendo a diversidade como princípio e a revolução como horizonte.

Essa ciranda não é minha só, ela é de todos nós, ela é de todas nós!

2 respostas em “Apresentação

  1. A prática de lutar e conquistar são das mais importantes para uma sociedade, representatividade de verdade se põe a disposição a fazer isso, e a chapa 1, CIRANDA DE LUTAS, ao meu ver tem esse potencial e esse ponto positivo, disposta a dialogar, a construir, a repensar e a satisfazer ao bem da comunidade geral acadêmica da UFBA, ela vêm pensando sempre em questões que são de principal importância e estão sempre presente em questionamentos e pensamentos de todos e todas nós, pensando em sempre construir um projeto de gestão de acordo com os anseios estudantis. Isso sim é o papel e o dever daqueles que desejam sem nossos representantes em instâncias tão magnas como essa. É por isso que eu apoio e levanto a bandeira, pois observamos que há a preocupação do empoderamento não de uma opinião e posição mas sim de uma construção com a participação de todas e todos os discentes, então a fundamento nessa afirmação que, ESSA CIRANDA NÃO É MINHA SÓ, ELA É DE TODOS NÓS, ELA É DE TODAS NÓS!

  2. Para a minha geração, que lutou no M.E. nos anos 1980 é bom saber que a Ciranda continua. Bola pra frente galera. Eu apoio a Chapa CIRANDA DE LUTAS para o DCE Ufba.
    Sérgio Araújo.
    Ex-diretor do DA de Filosofia da UCsal
    Gestões: Alternativa e Prisma (Tendência Correnteza)

Essa ciranda não é minha só, ela é de todos nós, ela é de todas nós!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s